Tecnologia-UV

Relacionamos aqui as Bactérias, Vírus, Leveduras, Fungos Esporulados, Protozoários e Algas analisados pela PHILIPS INTERNATIONAL onde foram testados e comprovadamente destruídos pela radiação ultravioleta no comprimento de onda de 254ηm nas Doses UV-C em micro-watts segundo por centímetro quadrado (μWs/cm2). A nanotecnologia (nm = 10-9m ou 0,000000001m) está presente em inúmeras áreas de aplicação científica, como o que estamos proporcionando em nossos equipamentos.

 

BACTÉRIAS

 

Bacillus anthracis; Gram-negativa 1.000 à 6.000nm, causa a doença denominada carbúnculo. Esta foi a primeira bactéria a ser associada a uma doença, em 1877 por Robert Koch. Podem permanecer décadas no estado dormente. Quando ingerida por um herbívoro, começa a sua multiplicação dentro deste, acabando eventualmente por lhe provocar a morte. Os seus esporos poderão ser utilizados como armas biológicas, pois a sua inalação é fatal. O carbúnculo pode entrar no corpo humano através dos intestinos, pulmões (aerotransportadas) ou pele, ocorrendo morte em cerca de 25% a 60% dos casos não tratados.

Bacillus megaterium; Gram-positiva 6.000nm em forma de bastonete, formando esporos, espécies de bactérias usadas como inoculante de solo na agricultura e horticultura, capaz de sobreviver em algumas condições extremas, como desertos (aerotransportadas) devido a forma esporulada. Esta bactéria em particular pode ser encontrada em superfícies comuns que são frequentemente tocadas, causando desordem da homeostase do Ferro (Fe).

Bacillus subtilis; Gram-positiva 1.000nm é uma saprófita comum do solo e da água. Graças à sua termofilia é utilizada no monitoramento e validação de ciclos de esterilização por calor seco e óxido de etileno (ETO), realizados em estufas ou fornos de esterilização e autoclaves.

Campylobacter jejuni; Gram-negativa 1.000nm curva em forma helicoidal, bactérias (aerotransportadas) microaerófilos comumente encontrados em fezes de animais, causas mais comum de gastroenterite humana. Intoxicação alimentar causada por espécies de Campylobacter pode ser severamente debilitantes, mas raramente é fatal. Se desenvolve normalmente 2-3 semanas após a doença inicial.

Clostridium tetani; Gram-positiva 3.000 à 5.000nm são anaeróbicos estritos e (aerotransportadas) aerotolerantes, formam endósporos. Produz uma neurotoxina potente, a tetanospasmina, sendo o agente causador do tétano, vivendo no solo, água, flora do trato gastrointestinal do homem e diversos animais.

Corynebacterium diphtheriae; 1.000 à 5.000nm Gram-positiva pleomórfico (em forma de alteres). Em 4 aC Hipócrates forneceu a primeira descrição clínica de difteria. Se espalha de pessoa para pessoa (aerotransportadas) por micro gotículas da tosse, espirro ou até mesmo pela fala. Ela afeta as amídalas, garganta e nariz e também pode afetar a pele. Problemas respiratórios, insuficiência cardíaca, paralisia e até a morte às vezes. difteria cutânea impetigo, ectima, eczema, úlceras; difteria nasal rinite estreptocócica, rinite sifilítica, corpo estranho nasal; difteria amigdaliana ou faríngea amigdalite estreptocócica, angina monocítica, angina de Plaut Vicent, agranulocitose; difteria laríngea cripe viral, laringite estridulosa, epiglotite aguda.

Dysentery bacilli; ou Disenteria bacilar Gram-negativa, anaérobios facultativo, não formador de esporos (aerotransportadas) [transmissão fecal-oral] altamente invasivas da mucosa pelo patógeno com sangue nas fezes. Está associada a espécies de bactérias da família Enterobacteriaceae (Shigella sonnei , Shigella flexneri e Shigella dysenteriae). Multiplica-se dentro do citoplasma e destroi células hospedeiras.

Eberthella typhosa; ou tifo abdominal Gram-negativa 2.000 à 4.000nm, largamente disseminados na natureza, habitando o tubo digestivo de mamíferos, aves e répteis. Doença infecciosa (aerotransportadas) epidémica devido aos agentes patogénicos do género Salmonellas, por ingestão de alimentos ou água contaminados, verifica-se fraqueza, cefaleias, dores nos membros e um certo mal-estar geral, febre contínua. O infarto intestinal é um distúrbio pouco comum mas grave e impõe uma taxa de mortalidade de 50 a 75%.

Escherichia coli; Gram-negativa; 2.000nm. São aeróbias e anaerobias facultativas. O seu habitat natural é o lúmen intestinal dos seres humanos e de outros animais de sangue quente. Cada pessoa evacua em média um trilhão de bactérias (aerotransportadas) todos os dias. Causadoras de doenças neurológicas como mielomeningocele. Presença de bactérias na urina [normalmente por coito retal] causando cistite, no rim causa pielonefrite, obstrução urinária, próstata aumentada, estenose de uretra.

Klebsiella terrifani; Gram-negativa, não-móveis, capsuladas, da família Enterobacteriaceae. (aerotransportadas) ocorrem em fezes, na água, no solo, no trato gastrointestinal, em vegetais, frutas e cereais. Provoca pneumonias, infecções no trato urinário, infecções nos serviços de cuidados intensivos e infecções neonatais. Três espécies (ornithinolytica, planticola e terrigena), anteriormente classificadas no gênero Klebsiella, fazem parte do novo gênero Raoultella.

Legionella pneumophila; Gram-negativa, bactéria pleomórfica, flagelada do gênero Legionella, ubiquitária e saprófita da água, são (aerotransportadas), após a inalação para os pulmões, entra nos macrófagos alveolares por fagocitose, passando a replicar-se no vacúolo, contribui para o dano dos tecidos.  A propagação da doença leva o recrutamento de fagócitos oriundos do sangue, a L. pneumophila é relativamente resistente aos neutrófilos e multiplica-se dentro dos monócitos.

Micrococcus candidus; Gram-positivo 1.000nm são oxidase-positivos é um gênero de bactérias do filo Actinobacteria, agentes da população microbiana normal da pele, mucosa e orofaringe, são (aerotransportadas) infectados por esses microrganismos, devido ao contato frequente ou proximidade de animais.

Mycobacterium tuberculosis; ou bacilo-de-koch 1.000 à 5.000nm “bacilos álcool ácido resistentes” com ácidos micólicos que impossibilitam a coloração pela técnica de Gram, utilíza-se técnica de coloração especial (Ziehl-Neelsen). Foi descrita em 1882 por Robert Koch, é a bactéria (aerotransportadas) que provoca a maioria dos casos de tuberculose. Transmitida através da tosse, espirro ou expectoração de pessoas infectadas. Disseminação através do ar de gotículas de saliva as bactérias permanecem em suspensão no ar durante horas. Sintomas: perda de peso, dor no peito, febre, fadiga, mal estar, sudorese noturna, tosse com expectoração (escarros sanguinolentos). Em 1999, houve 8 milhões de novos casos de tuberculose por ano, com uma mortalidade anual aproximada de 3 milhões; em 1993 a Organização Mundial de Saúde declarou a tuberculose como emergência global, visto 1,7 bilhões de pessoas (1/3 da população mundial) estarem infectadas com Mycobacterium tuberculosis.

Neisseria catarrhalis; bactéria (aerotransportadas) encontrada na nasofaringe de indivíduos sãos e de indivíduos sofrendo de constipações e de outras afecções respiratórias. Por vezes é um invasor secundário na gripe.

Phytomonas tumefaciens; é gênero de protozoário que apresenta duas formas evolutivas: amastigotas e promastigotas. Vivem no látex de plantas e nos vasos liberianos de alguns vegetais ou de seus frutos. Com transmissão por insetos, em alguns casos, com enorme variedade da flora e da fauna entomológica da Amazônia Brasileira, poucas espécies têm sido descritas albergando tripanossomatídeos.

Pseudomonas aeruginosa; Gram-negativa aeróbia, baciliforme, (aerotransportadas) capaz de viver mesmo em ambientes hostis e no solo. É um patogênico oportunista, que raramente causa doenças em um sistema imunológico saudável, mas explora eventuais fraquezas do organismo. Resistência natural a um grande número de antibióticos e antisépticos, importante causa de infecções hospitalares, cepas multi-resistentes sensíveis apenas à Colistina; grande capacidade de formação de biofilmes, principalmente em AR condicionados e encanamentos onde a água a ser consumida será seriamente contaminada pela bactéria. Pessoas com fibrose cística, pacientes de câncer e portadores de doenças imunodepressoras são altamente suceptíveis ao agravamento do quadro de infecção por Pseudomonas aeruginosa. Nesses casos o índice de óbitos pode chegar a 50%.

Proteus vulgaris; Gram-negativa da família Enterobacteriaceae, formação de cálculos renais, (aerotransportadas) habita no solo, na água, na matéria fecal, em carnes cruas, e em poeira, infecta o trato respiratório e poucos antibióticos são eficazes.

Salmonella enteritidis; Gram-negativa é um dos tipos mais comuns no mundo e o Instituto Adolfo Lutz detectou que 65% das cepas são resistentes a sete antibióticos [uso indiscriminado de antibióticos, especialmente na criação das aves] (aerotransportadas) é transmitido principalmente por ovos consumidos crus ou mal cozidos como carnes, aves, ovos, leite e outros, causa gastrenterites, febre, cólicas abdominais, diarreia e demandaram internação hospitalar.

Salmonella paratyphi; A,B e C Gram-negativas pertencente à família Enterobacteriaceae composto por três espécies, Salmonella subterranea, Salmonella bongori e Salmonella enterica, (aerotransportadas) doença endêmica em muitos países em desenvolvimento.

Salmonella typhimurium; Gram-negativa (aerotransportadas) a transmissão de Salmonella sp. ao homem ocorre principalmente pela ingestão de produtos de origem animal contaminados, o que pode resultar em toxinfecções alimentares, sendo considerada uma das mais importantes causas de doença de origem alimentar entre humanos.

Sarcina lutea ou Micrococcus luteus Gram-positiva 10.000nm cocos da família Clostridiaceae, (aerotransportadas) encontrada no solo e ar, presentes no flora humana, na pele e intestino grosso, boca , mucosas , orofaringe e trato respiratório superior,  causadora de infecções alimentares e respiratórias.

Seratia marcescens; Gram-negativa, anaeróbia facultativa. É um bacilo da família Enterobacteriaceae, (aerotransportadas) são responsáveis por aproximadamente 2% das infecções nosocomiais (hospitalares) no trato respiratório baixo, trato urinário, sangue, feridas cirúrgicas, pele e mucosas em pacientes adultos.

Shigella dysenteriae; Gram-negativa são (aerotransportadas) o principal reservatório são os seres humanos, doença bacteriana aguda que envolve o intestino delgado, por dor abdominal e cólicas, diarréia com sangue, pus ou muco; febre, vômitos e tenesmo com taxa de letalidade de 10 a 15%.

Shigella sonnei; Gram-negativa anaeróbica não possuem flagelos, enterobactérias humana causadora de doenças entéricas transmitido por alimentos crus ou água contaminada são (aerotransportadas).

Spirillum ou Rhodospirillum rubrum;  Gram-negativa, 800 à 1.000nm, é uma bactéria fixadora de nitrogênio, Bactérias fototróficas de forma vibrióide a espiral que são encontradas em água estagnada e lama expostas à luz e são (aerotransportadas).

Staphylococcus albus; aureus; Gram-positiva anaeróbicos facultativos, (aerotransportadas) existem na pele de todas as pessoas, podendo viver em meios aeróbios, usando oxigênio, ou anaeróbios através de fermentação, mas possuem crescimento mais rápido em aerobiose. Bactéria esférica (coccus), em cadeias curtas ou em cachos de uva ou em grupos. A transmissão ocorre devido a ferimentos nas mãos ou outras lesões purulentas ou secreções que contaminam os alimentos durante sua manipulação. Cerca de 25% das pessoas são portadores nasais. Doenças comum, mastite bovina, otite em cães, doenças sistêmicas potencialmente fatais, infecções cutâneas (piodermite), infecções oportunistas, doenças das vias urinárias, endocardite.

Streptococcus faecalis; S. lactus; Gram-positivas. São homofermentativas, que apresentam basicamente todas as características dos lactobacilos são habitantes característicos do trato intestinal do homem e outros mamíferos. Uma bactéria resistente a múltiplos medicamentos. Sendo bactérias fermentativas, produzirão o ácido láctico como principal produto de fermentação, o qual irá acidificar o ambiente intestinal, exercendo efeito bactericida e bacteriostático.
Streptococcus hemolyticus; Gram-positiva
causador da ESCARLATINA produz uma toxina eritrogênica, doença febril aguda, exantemática (de erupção cutânea) infecciosa e contagiosa, causada pelo estreptococos. Uma vez tendo contraído a doença, a pessoa adquire imunidade definitiva; (aerotransportadas) transmitida através de gotículas de saliva de doentes ou portadores assintomáticos; também pela tosse ou espirro. Em mulher grávida a doença pode causar aborto ou parto prematuro.

Streptococcus hemolyticus; Gram-positiva são beta-hemolíticos (estreptococos piogênicos), (aerotransportadas) causador de doenças infecciosas de garganta e cavidade oral e de pele frequentemente provocam lise completa das células vermelhas do sangue (hemólise) envolvida em diversas doenças como piodermites estreptocócicas, o impetigo, a ectima e ERISIPELA infecção aguda de pele envolvendo a mucosas adjacentes algumas vezes. Os locais mais frequentemente comprometidos são perna e face. A lesão é dolorosa, de coloração vermelha intensa, aparência lisa e brilhante de forma e extensão variáveis.

Streptococcus pneumoniae; (aerotransportadas) é um agente bacteriano mais frequentemente associados a infeções graves como pneumonia, meningite, septicemia e otite média. Os pneumococos também têm sido relacionados a infeções oculares e, ocasionalmente, isolados de fluido peritoneal, urina, secreção vaginal, exsudatos de feridas entre outros espécimes clínicos.

Vibrio cholerae; vibrião colérico Gram-negativa 1.000 à 2.000nm, (aerotransportadas) é o agente causador da CÓLERA, descoberto em 1883 por Robert Koch, anaeróbios facultativos, móveis, curvados em forma de vírgula, de vida livre ou aderido a superfícies de plantas, algas verdes filamentosas, zooplâncton, crustáceos e insetos. Produz potente endotoxina e enterotoxina, características que dificultam seu controle epidemiológico, multiplica-se rapidamente no intestino humano produzindo uma potente toxina que provoca diarréia intensa, sua transmissão é diretamente dos dejetos fecais de doentes por ingestão oral, principalmente em água contaminada.

Yersinia enterocolitica; Gram-negativa é uma enterobactéria, enteropatogênica, causadora de infecções intestinais e bacteremias. Tem a forma de bastão, sendo o reservatório desse microrganismo predominantemente o porco, roedores, bovinos, cavalos, coelhos, cachorros e gatos. Os sintomas são febre, dores abdominais no lado direito e diarréia. Complicações sérias, tais como artrite reumatóide (síndrome de Reiter), erupções na pele (eritema nodoso), conjuntivite, osteomielite e bacteremia também podem vir a ocorrer por ingestão de leite não pasteurizado, água não tratada, carne de porco contaminada, crua ou mal cozida e hábitos de higiene ao manusear mamadeiras, chupetas ou brinquedos são (aerotransportadas).

 

 Vírus

Hepatitis A;  é conhecida de antigas civilizações chinesa, grega e romana, o primeiro relato escrito se deu no século 18. O agente é um picornavírus, do genêro Hepatovírus e o RNA viral possui fita simples com sete genótipos. A transmissão é a oral pelo vírus da Hepatite-A resulta em infecção assintomática, sintomática anictérica, ou em infecção sintomática ictérica, com insuficiência hepática aguda. A forma fulminante da hepatite não é freqüente. O diagnóstico pelo método de ELISA. Nenhum medicamento, exceto os sintomáticos, devem ser prescritos. A imunoprofilaxia passiva é feita pela injeção intramuscular de gamaglobulina anti-A e a imunoprofilaxia ativa através da vacinação, são (aerotransportadas).

Influenza virus; 100-300nm gripe-A (H1N1) ocorreram três endemias que evoluíram para epidemias chegando a pandemias: 1918 pelo subtipo H1N1 (gripe espanhola) que causou óbitos de 100 milhões de pessoas; 1957 pelo H2N2 (gripe asiática); 1968 pelo H3N2 (gripe Hong-Kong). O número de óbitos estimado para a gripe asiática e gripe Hong-Kong é de 1 milhão de pessoas, nas pandemias que acometeu Hong Kong, Japão, Vietnam, Tailândia, China, Laos, Camboja, Indonésia. 2009, detectado um novo subtipo H1N1 que disseminou-se rapidamente em 213 países com 16.455 óbitos (no Brasil, 30.055 casos com 479 óbitos. Este vírus é inativado pela RUV-C, pois atravessa a membrana bi-lipídica e a matriz protéica M1 atingindo o nucleocapisídio NP, formando dímeros de citosina no DNA/RNA, impedindo sua reprodução (Acra et al., 1984; Back, A. 2004; Sobestianky et al., 1999) micro organismo aerotransportadas, são expelidos com a tosse, espirro ou até mesmo com a fala e em contato com ferimentos na pele e instrumentos de manuseio; estas partículas podem ser inaladas e transmitidas, sendo causadoras de inúmeras patogenicidades, sendo a RUV-C utilizada há décadas no EUA e CCE para esse controle.

Polio virus ou Poliomielite; também conhecida como Pólio, é uma doença viral altamente contagiosa, que afeta principalmente crianças pequenas. O vírus aerotransportado é transmitido através de alimentos e água contaminados, e se multiplica no intestino, de onde pode invadir o sistema nervoso. Muitas pessoas infectadas não apresentam sintomas, mas continuam contaminando outras pessoas. Causa paralisia e deformações no corpo. Está sendo erradicada em todo mundo graças a campanhas de vacinação.

Rotavirus; 70nm vírus de RNA de dupla hélice segmentada da família Reoviridae. É aerotransportado e uma das principais causas de diarréia grave, vômitos, muita dor abdominal e náuseas em lactentes e crianças jovens, é um dos diversos vírus que causam infecções comumente chamadas de gastroenterite.

 

Leveduras

Bakers’ yeast; ou Saccharomyces cerevisiae ou a forma sintética do ferormônio sexual. Um eucariota unicelular. Utilizada na produção do pão e também da cerveja, rum e uísque, além de ser usada para a produção de etanol e álcool etílico responsáveis pelo sabor. Fonte de cromo, selênio e vitaminas do complexo B [B1-tiamina; B2 riboflavina; B3 niacina; B5 pantotenato de cácio; B6 pirodoxina; B9 acido fólico e B7 biotina; Estas vitaminas ajudam a quebrar os hidratos de carbono, gorduras e proteínas, que fornecem energia ao corpo. Levedura de cerveja está disponível em pó, flocos, tablet, e formas líquidas - o seu genoma já foi sequenciado.

 

Fungos Esporulados

 

Há 3 milhões e meio de fios capilares em uma pessoa adulta e crescem em média 1 cm por mês. O contato com os fungos é inevitável (por serem bastante resistentes) e sua transmissão é até fácil com os equipamentos de uso profissional. Os pés, unhas e cabelos não servem só como um aliado estético mas também funcionam como um isolante térmico, protegendo o corpo, a cabeça das radiações solares e da abrasão mecânica. Diversas doenças e disseminação da micose no couro cabeludo com descamação difusa e pruriginosa através de pentes, escovas, chapéus; adornos e apliques contaminados. Pode acontecer como epidemias em escolas, asilos e creches como: Malassezia spp Pityrosporum ovale; Tinea cruris; Tinea pedis; Tinea unguium; Psoríase (descamação); Kerion ou T. capitis seguido de infecção bacteriana secundária causada por dermatófitos zoofílicos como T. verrucosum; T. corpuris; T. nigra; Trichophyton mentagrophytes; Epidermophyton floccosum; Microsporum canis; Microsporum audouinii; Trichophyton interdigitale; Trichophyton tonsurans; Trichophyton schoenleini; Trichophyton rubrum; Coccidioides immitis; C. posadasii; Histoplasma capsulatum; Lacazia loboi; Paracoccidioides brasiliensis; Blastomyces dermatitidis; Sporothrix schenckii; Penicillium marneffei; Blastomyces dermatitidis; Sporothrix schenckii; Candida albicans; Candidal intertrigo; Candidal onicomicose; Erosio blastomycetica interdigitalis; C. glabrata; C. glabrata; C. tropicalis; C. lusitaniae;  Pneumocystis jirovecii; Pneumocystis pneumonia; Aspergillus ssp; Exophiala jeanselmei; Fonsecaea pedrosoi; F. compacta; Phialophora verrucosa; Geotrichum candidum; Pseudallescheria boydii; Cryptococcus neoformans; Trichosporon spp; Rhizopus oryzae; Mucor indicus; Absidia corymbifera;  Syncephalastrum racemosum; Basidiobolus ranarum; Conidiobolus coronatus; C. incongruus; Enterocytozoon bieneusi; Rhinosporidium seeberi;

Malassezia spp; Pityrosporum ovale; pitiríase ou tinha versicolor; levedura que habita o folículo piloso, espalha-se na face, couro cabeludo, pescoço e a porção superior do tronco. É transmitida pelas escovas de cabelo, pentes

Aspergillus flavus; A.glaucus; A.niger; produz micotoxinas aflatoxinas B1, B2, G1, G2 e M1, extremamente tóxicas, apresenta hifas hialinas, estirpes e esporos globulosos e rugosos aerotransportados, a aspergilose doença pulmonar que causa alergias respiratorias, causa cancro no homem e animais, inibe a espermatogênese levando a esterilização total ou parcial, danos no fígado como necrose, cirrose hepática, carcinoma ou edema. A capacidade de absorção e processamento de nutrientes é gravemente comprometida. .  A micotoxicose é acentuada pela má armazenagem principalmente de cereais, amendoim, mandioca, soja, castanha do pará. Do ponto de vista biotecnologico por ser um exelente produtor de enzimas de interesse alimentício, como pectinases utilazadas para clarificação de sucos de frutas, amilases para fabricação de xaropes e a produção do acido citrico. O FDA (Foods & Drugs Agency) tolera apenas 20 ppb (partes por bilhão) de aflatoxina em qualquer cereal. Em 1957 na Inglaterra cerca de 500.000 aves foram exterminadas; 1958 nos EUA com a morte de 800 cavalos de raça.

Mucor racemosus A e B; ficomiceto mofo branco-esverdeado. descoberto em 1928 por Alexander Fleming, são aerotransportados, a inalação dos esporos causa reações alérgicas e infecção granulomatosa da mucosa nasal com obstrução nasal sendo comum a ocorrência de sinusite bacteriana e deformação fácil, causam neutropenia ou à disfunção dos neutrófilos, e muitas doenças crônicas do sangue, zigomicose ou mucormicose potencialmente fatal. Foi isolado em queijo Camembert, parasitas de plantas, atacando as batatas, cereais, videiras.

Oospora lactis; possue ótimas condições para a biossíntese de lipase do triacilglicerol  e permite eliminar as doenças bacterianas em tomates e outros vegetais. Usado na elaboração de queijo Camembert e pastas cozidas. Devido às propriedades morfológicas, culturais e fisiológicas do fungo que depende da composição do meio de crescimento, pH, temperatura, duração do cultivo, associado a geotricose são aerotransportados e causador de infecção da boca, trato respiratório, aparelho digestivo e que pode causar a pele, brônquios, boca, pulmão, e ou lesões intestinais. Caudador da podridão da batata.

Penicillium digitatum; o bolor verde, um fitopatógeno causador da podridão peduncular e da antracnose, além da deterioração da laranja, mamões e laranjas em pós-colheita, são aerotransportadas.

Penicillium expansum; mofo azul, outro fitopatógeno responsável por perdas substanciais na produção de frutas economicamente importantes decorrem da susceptibilidade à infecção fúngica no campo, assim como posterior ataque na armazenagem em maçãs, e manga, são aerotransportados.

Penicillium roqueforti; saprófito, aerotransportados, cresce em matéria orgânica. Encontrado no solo em ambientes úmidos e escuros, degradando substâncias orgânicas e partes vegetais. A principal utilização industrial é a produção de vinhos e queijos azuis, como o Roquefort, agentes aromatizantes, antifúngicos, polissacarídeos, proteases e outras enzimas. Por contágio, contaminam frutas e sementes e chegam a invadir habitações, sendo responsáveis pelos bolores que se instalam em alimentos para consumo humano causando alergias e inflamações respiratórias.

Rhizopus nigricans; saprófito, aerotransportados são agentes oportunistas da zigomicose humana infecções pulmonares, rinocerebrais (invasão do cérebro através dos seios nasais: especialmente em doentes com diabetes, sintomas neurológicos) que são potencialmente fatais, ou disseminar-se por mais órgãos, produzindo um quadro clínico ainda mais perigoso. Podem causar infeccções sérias em animais devido à sua elevada taxa de crescimento e por poderem desenvolver-se em temperaturas relativamente elevadas. Algumas espécies são patógenos vegetais. Fermentação do grãos de soja e na produção de bebidas alcoólicas em partes da Ásia e África.

 

Protozoários

 

Cryptosporidium parvum; 2.000nm uma zoonose de animais domésticos, dispersam-se facilmente por ação do vento sendo aerotransportados. A infecção por ingestão ou inalação do oocisto esporulado via fecal-oral, água e alimentos contaminados. Constitui uma das principais causas de diarréia em crianças pré-escolares e pacientes com imunodeficiência, não possuindo esquema terapêutico definido. Encontrado em órgãos como pulmão, estômago, fígado, causando a síndrome da má absorção de nutrientes. Os oocistos são resistentes à ação da maioria dos desinfetantes usuais.

Giardia lamblia; descrita por Leeuwenhoek em 1681,  uma zoonose, mecanismo mão-boca, o cloro utilizado para o tratamento da água não matam os cistos, e através das fezes secas e água contaminada são aerotransportadas. Os parasitas migram pelos condutos biliares ou pancreáticos e ocasionam inflamações, diarréia crônica, esteatorréia, cólicas abdominais, e ocasionar má absorção de gordura e de vitaminas lipossolúveis.

Toxoplasma gondii; uma zoonose, mecanismo mão-boca e através das fezes, leite e água contaminada são aerotransportados. Reservatórios: cães, gatos, coelhos, lebres, aves, suínos, caprinos, bovinos, roedores e cobaias. A toxoplasmose causa febre, dores musculares e articulares, comprometimento da visão, conjuntivite, hemorragias oculares, dor de cabeça e garganta e manchas pequenas e vermelhas pelo corpo .

Entamoeba histolytica; protozoários sarcodina ou rizópodos caudadores da Amebíase, uma diarréia aguda e com sangue e cólicas abdominais, podendo causar necrose crônica da mucosa intestinal e com ruptura dos vasos sanguineos. Seus cistos com 15 micras são muito resistentes e aerotransportados pela água contaminada. Os parasitas migram pela corrente sanguínea e depois para o cérebro e coração.

 

Algas

 

Algas - são fotossintetizantes e/ou quimiossintetizantes, possuem mitocôndrias, espécies unicelulares, microscópicas e macroscópicas, encontram-se em todos os ambientes aquáticos: marinho, salobre e de água doce. A maioria das espécies vive a maior parte do seu ciclo de vida como células isoladas. Outras no entanto, podem associar-se em colónias ou em filamentos. Além da sua importância ecológica, muitas espécies de algas têm importância econômica para o homem. Algumas são utilizadas como alimento, outras como matéria-prima para a produção de espessantes: de certas Feofícias extrai-se a algina, utilizada na indústria alimentar e de cosméticos; de algumas Rodofícias, obtem-se o ágar, usado na indústria farmacêutica e para a produção de meios-de-cultura de fungos e bactérias em laboratórios. Muitas diatomáceas, que produzem um esqueleto silicioso, são utilizadas na indústria de tintas e de filtros.

Chlorella vulgaris - pode servir como uma fonte potencial de alimento e de energia devido a sua eficiência fotossintética, que pode alcançar teoricamente a 8 %, que é comparável com outros cultivos altamente eficientes como a cana de açúcar. Também o faz atrativa fonte alimentar por sua alta proporção de proteína, cerca de 45% quando  seca (possui 18 aminoácidos, incluindo os oito aminoácidos essenciais), 20% de gorduras, 20% de carboidratos, 5% de fibras, 10% de minerais e vitaminas e resiste a águas contaminadas com mercúrio, cádmio ou chumbo graças as suas inúmeras proteínas. Seu rápido crescimento em alguns casos pode se tornar um problema como em aquários, piscinas, tanques de cultivo e tratamento de água.

ALGAS TÓXICAS: micro-algas pirrófitas, aquelas que produzem toxinas prejudiciais aos animais e ao homem. As cianofíceas, ou algas azuis, são grupos característicos de algas tóxicas; a cianotoxina, em geral, pode ocorrer de diferentes maneiras, como o contato primário com as águas contendo as toxinas, por inalação, ingestão de peixes e moluscos. Podem surgir em rios, tanques de cultivo, pesqueiros e mares.

 

 

Todos os direitos AUTORAIS, incluindo imagens e Logo Marca - PROIBIDO CÓPIA TOTAL ou PARCIAL